segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Falsos Mestre X Lições de amor



Anyhaseo!

Imagem da internet: Mr Satan
 Mr Satan em Dragon Ball Z ( um famoso desenho japonês), é a personificação do picareta Marcial. Ele tem um nome para causar medo. Afinal Satan lembra a seus adversários alguém temível, perigoso. Mas a contra partida o nome Satan (um dos nomes dados ao diabo)e é também famosamente conhecido como o pai da mentira. E o Mr Satan de Dragon Ball Z tem sua vida, carreira e troféus pautados em mentiras subornos e em vitorias encenadas. E como diziam:"A vida imita a arte e vice-versa". 
Vamos ao tópico:
Tava demorando a entrar nesse assunto mas é inevitável, quando se fala de artes marciais, tem que atentar também para quem a usa como forma de ganhar dinheiro ludibriando as pessoas. Ganhar o pão do seu sustento vindo da sua arte não é errado. Você investiu grana e tempo para aprender, treinar e se graduar shodan da sua arte.  E não vai lecionar de graça. A menos que tenha condições para isso.
Mas o que me irrita é gente que nunca aprendeu porcaria nenhuma de ninguém e finge ser mestre ou trai seus mestres em troca de faixa. Acho que já citei um cara que treinava com meu mestre e era faixa verde (ou seja: faltavam 6 para preta). Do nada o cara sumiu da academia, e de repente vejo ele nas paginas do jornal com uma faixa preta em um “projeto social”.
Projetos Sociais X Amor
Conheço em particular um professor que ao meu ver ele já é mestre. Ele trabalha o dia todo e a noite ele leciona Tae-Kwon-Do a garotada carente em uma academia em sua casa. E isso para mim é amor. Se alguém pode ajudar ele com a mensalidade é bem-vindo. Se não ele não cobra. Leciona pelo prazer de lecionar e pelo amor a arte. Conheço alguns excelentes mestres assim. Conheço um fantástico Mestre que duas vezes por semana da aula num salão de igreja por amor a sua arte. E o cobrado realmente vai para a manutenção do salão. Valor irrisório perto da qualidade de sua arte. Entre outros. Conheço muitos Mestres que tem alunos que fazem pequenas tarefas (como faxina, serviços de atendimento ou mesmo lecionar treinos para alunos menos graduados) para a academia em troca de trilhar seus caminhos. Vide Anderson SIlva que treinava de graça com Mestre Kang em Curitiba.
Agora vou falar do lado negro. Falsos mestres que recebem subsídios de prefeituras e comércios para lecionar a alunos carentes gratuitamente e lecionam mal ou tem faixas pretas duvidosas. Fazem demonstrações falsas e por aí vai. Apesar que não é todo mestre de projeto social que é assim e cabe a você julgar se o que ele ensina tem valor e suas origens assim como as origens de suas faixas. Só estou dando as pistas para você julgar o que é bom para você.
A razão de eu não ter propagandas em meu site é essa. Existe um “mestre” de “Kung Fu” em São Paulo que é um frustrado em sua verdadeira profissão e do nada ergueu (na verdade de falácias e mentiras)um pequeno império de academias. Ele forma pessoas inapitas para lutas, formas e para a vida. Ele as transforma em faixas pretas através de ensino online (lembra me um caso famoso de um "mestre" que vendia diplomas em anúncios nos gibis nos anos 70). E no mais ele mesmo não saberia se virar num confronto contra um leigo. E este amaldiçoado é um dos maiores patrocinadores do serviço de busca mais acessado do mundo o qual eu hospedo meu blog e  tem suas propagandas atreladas a este site. Se você escreve sobre artes marciais a propaganda deste picareta já é associada a seu blog pela inteligencia artificial do site. E por causa deste malaco marcial eu não posso ter add-ons (espécie de propaganda para blogs onde cada clique você ganha um valor em dinheiro desses patrocinadores). 
Aí você me falaria: A Academia Gracie tem ensino online. David você não acha que é válido? Sim. No caso dos Gracies sim. São uma família que treina e testemunha Jiu Jitsu durante a vida toda. Mas neste caso eles ensinam até a azul [primeira graduação de BJJ ou Gracie Jiu Jitsu (o nome vária do ramo que veio. Hélio ou Carlos)]. Aí quando você treina online e  está (ou se acha) apto para a azul aí você se dirige a uma academia deles e faz o exame. Aí se você quiser graduar mais aí você deve passar a FREQUENTAR a academia.  O que nos leva a pensar que isto é uma forma de atrair alunos e não uma forma de formar pofissionais de Jiu Jitsu on-line. Diferente do imbecil do “Kung Fu” (Kung Fu entre aspas, pois não é Kung Fu de verdade).
Esse imbecil ainda faz uma espécie de esquema pirâmide para que você ache que algum dia será sócio dele. Ele faz esquema para você ser vendedor de seus cursos e quanto mais alunos “catequisar” menos pagará e até ganhe algo com isso. E quem sabe você até ganhe mais sem aprender arte marcial nenhuma. O que você aprende é um arremedo de arte marcial. O assunto é longo e possivelmente terei outro post sobre ele em breve.
Existe um mestre que alega ser dea Kyokushin que engana muita gente pelo interior de São Paulo.  É só o espirito!
E um grupo de pessoas que alegam ensinar Ju-Jitsu em SP ao mesmo tempo que graduam Shihans de 22 anos e entram em opens de artes marciais para dizer que vencem outros estilos, porém quando são desafiados por lutadores verdadeiros eles fogem e se fecham em campeonatos próprios.
Neste post você viu que há Picaretismo em ramos comerciais e nos pseudo filatrópicos.
Existe mestres que falam que aprenderam sua arte com o mestre ançião da montanha que só ensinou a ele e a mais ninguém. Eles falam que conhecem golpes mortais e técnicas secretas que não podem ensinar, a menos que se torne um discípulo fiel. Jogam com a relação de mestre e discípulo. E como eu falei cabe você julgar. Estudar as origens de seu Mestre. Quem foi que ensinou ele. Quem ensinou o Mestre dele e por aí vai. Quanto menos obscura é a vida de seu Mestre mais chances ele tem de ser honesto.
Use a razão e não o coração. Escolher entre um Mestre que promete mundos e fundos,ou o Mestre que promete te tornar alguém melhor do que você é hoje. O Mestre que joga com seus sonhos de criança (de ser um herói de desenho ou um lutador invencível) ou o que mostra a você que a realidade das ruas é diferente. Uma realida em que, só uma mente e um corpo com reflexos assimilados corretamente a técnicas de luta poderão sobreviver.


Oss

David Mendes

Um comentário:

  1. Davilão, meu irmão, você tocou em um assunto de suma importância para quem curte artes marciais. Diferenciar os safados dos corretos, hoje em dia, só para quem tem alguma inteligência. Mas não só em artes marciais, isso ocorre em praticamente todos os ramos.
    E é por esse motivo que não cedo aos 'add-senses' do blog. E uma vez falei no Facebook, que o seu blog e o meu são sem fins lucrativos! Abraço e ótimo post, parabéns!!
    Oss!

    ResponderExcluir