sábado, 23 de junho de 2012

Dica de Livro 2


Anyhaseo!!!

Comprei este livro e estou aprendendo muito com a vida do Judoca, Max Trombini o livro é muito fácil de ler e quando menos percebe já esta com saudade de seus personagens. Amo biografia e ainda mais de artistas marciais. Recomendadíssimo!!
O trecho que registrei aqui fala de um treino de inverno que Sensei Max, aos 23 anos se não me engano, feito sob a tutela de Sensei Umakakeba na cidade de Bastos no interior de São Paulo. O treino não era fácil naquela época imagine hoje na época dos “guerreiros de boca” em que vivemos. Garotada nova leia esse relato e aprenda a viver sua arte e não falar que pratica tão somente :
“No ultimo treino, mais um randori (luta de treino onde não se vale pontos e mesmo após o ippon ela continua) , realizado na manhâ de domingo, dei tudo de mim. Após a bronca de sensei Umakakeba, todos nós nos esmerávamos para tomar a iniciativa da luta. Foi quando meu adversário tentou encaixar um golpe se valendo do tronco e dos braços, enquanto eu tentei contragolpeá-lo com as pernas.Quando nossos corpos se chocaram, senti o ar se perder e a testa suar. Com muita dor, levantei o quimono e vi que havia quebrado a costela flutuante do lado esquerdo do tórax. Sensei Umakakeba, ao ver a contusão, disse:
- Que sorte! Vai levar uma lembrança de Bastos.
...recobrei posição de combate e dei continuidade às atividades junto com meu companheiro e os demais atletas, ciente de que precisava vencer, sobretudo, a dor: inimigo que se sente e se enfrenta na mente e no coração...”

O livro foi publicado pela editora Évora e pode ser comprado ela internet ou nas melhores livrarias.
OSS
Rola até noticias de que em breve teremos um filme


David Mendes

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Ajude

Em momentos assim nunca podemos deixar quem foi nossa história para trás
Clique na foto para ampliar.

A Rocha

O aluno perguntou ao Mestre :
- Como faço para me tornar o maior dos guerreiros ?
- Vá atrás daquelas colina e insulte a rocha que se encontra no meio da planície.
- Mas para que, se ela não vai me responder ?
- Então golpeie-a com a tua espada.
- Mas minha espada se quebrará !
- Então agrida-a com tuas próprias mãos.
- Assim eu vou machucar minhas mãos ... E também não foi isso que eu perguntei. O que eu queria saber era como que eu faço para me tornar o maior dos guerreiros.
- O maior dos guerreiros e aquele que é como a rocha, não liga para insultos nem provocações, mas está sempre pronto para desvencilhar qualquer ataque do inimigo.


Mais devagar

Um jovem atravessou o Japão em busca da escola de um famoso praticante de artes marciais. Chegando ao dojo, foi recebido em audiência pelo Sensei.
- O que você quer de mim ? perguntou-lhe o mestre
- Quero ser seu aluno e tornar-me o melhor karateca do país. Quanto tempo preciso estudar ?
- Dez anos, pelo menos.
- Dez anos é muito tempo respondeu o rapaz . E se eu praticasse com o dobro da intensidade dos outros alunos ?
- Vinte anos.
- Vinte anos! E se eu praticar noite e dia, dedicando todo o meu esforço ?
- Trinta anos.
- Mas, eu lhe digo que vou dedicar-me em dobro, e o senhor me responde que a duração será maior ?
- A resposta é simples. Quando um olho está fixo aonde se quer chegar, só resta um para se encontrar o caminho.


Autor Desconhecido

terça-feira, 19 de junho de 2012

Sobre submissão e lobos







Anyhaseo!!

Este post não tem o objetivo de ser referencial científico para biologia então nerds (os chatos) e "forever alones" de plantão podem ir para brinquedoteca ou o laboratório.
Nos primórdios das Artes Marciais, muitos dos antigos mestres observavam os comportamentos de animais e estudavam suas defesas e reações e tentavam de certa forma adaptar essas técnicas ao homem.
Não só nas Artes Marciais isso era observado. O homem durante as épocas que precediam chuvas ou mudanças de temperaturas observavam e ainda observam os animais. Exemplo: Antes de uma chuva, a pressão atmosférica cai, o que faz com que os pássaros procurem abrigo antes de uma chuva. Observando isso antigamente (e atualmente em lugares com menos tecnologia) as pessoas “previam” que uma chuva estaria por vir. Em 2004 durante um Tsunami no sudeste da Ásia o numero de animais mortos foi baixo e foram notadas mudanças bruscas de comportamento como fugas em massa entre outras.
Lobos são animais que andam em bandos. Caçam em grupos e assim constroem sua sociedade.
Um lobo segue sempre o líder do grupo. É submisso. A submissão em um de seus significados, que mais gosto, quer dizer: Obediência voluntária. Um lobo ele é submisso a outro pelo bem do grupo. E em troca recebe proteção alimento e moradia e muitas vezes uma posição na hierarquia do grupo.
Quando o jovem Lobo atinge o ápice de sua força e vigor ele pode sair do grupo e iniciar a sua própria alcatéia.
É da natureza, orgulhosa e egocêntrica, do homem acreditar que submissão é obediência cega ou ser escravo de alguém, mas esse não é o significado real da palavra. Ser submisso é ser como o lobo. Ter uma obediência voluntaria. É ele ser obediente por assim desejar e acredita em quem ele obedece e nos ensinamentos que recebe. Não cegamente. Mas pelo simples fato de ver a evolução de si e do grupo. Assim você deve ser.
O lobo não é vingativo, não desrespeita ou guarda raiva. Se ele diverge do grupo ou é para montar o seu ou esta doente (pode contaminar o grupo) ou irá morrer (pode atrair predadores pela lentidão e atrasar o grupo). São animais admiráveis e tem qualidades a serem seguidas no mundo Marcial atual que padece de uma irreverência e falta de respeito pela autoridade. Quer seja na relação entre Aluno-Mestre como na relação Aluno-Aluno.


Oss!

David Mendes

domingo, 17 de junho de 2012

Dica de Filme:Kuro Obi:O Faixa Preta!








Renshi Yagi
Sensei Naka Tatsuya
Faz tempo que eu estava desejando postar sobre filmes e decidi começar pelo melhor.
Em "O faixa preta" ( titulo original na verdade é Faixa Preta pois na verdade fala da faixa em si) conta se a história de dois discípulos lutando pela posse do objeto mais precioso: A faixa preta de seu falecido Mestre.
GO-NO-SEN contra SEN-O-SEN Iniciativa de Defesa contra iniciativa de Ataque.
Um filme fantástico que merece ser assistido por qualquer praticante de artes marciais. Um filme real.
 Com personagens tangíveis aos olhos humanos. Sem super poderes, gente voando e outras coisas fantasiosas.  
 Um filme de Arte Marcial diferente de qualquer filme visto até hoje. 
Com participação e coreografia acompanhadas por Mestres da mais respeitada associação de Karate do mundo: A JKA. Com participação especial do Sensei Tatsuya Naka 7º Dan JKA e Akihito Yagi 5ºDan Goju Ryu treina há 25 anos e é neto do SenseiMeitoku Yagi que foi discípulo direto do fundador do estilo Gojyu Ryu entre outros.
Vale a pena assistir. No Brasil foi lançado em 2010, se não me engano, e foi distribuído pela Europa Filmes e vale a pena ser adquirido. Necessário na coleção de qualquer fã de Artes Marciais praticantes ou não.
Bom filme!


                                           Trailer




David Mendes

O Demônio GRACIE








Vou te mostrar com quantos paus se faz uma canoa, te botar dentro dela e te mandar de volta pro Rio Iguaçu."
Ryan Gracie em discussão com Wallid Ismail em programa do Sérgio Mallandro

Este post tem como missão trazer a lembrança de um grande lutador a quem não o conheceu e a quem o conheceu e acompanhou.


Lembro-me que conheci Ryan após seu falecimento através de meu Senpai no Karate.Antes o conhecia pelo lado que foi construído pela nossa imprensa “pouco” tendenciosa  e sensacionalista.
Um pequeno parêntese. Existe uma musica chamada Freud Flintstone dos Engenheiros do Hawaii que fala sobre como nós e a mídia “construímos” a fama de determinada pessoa ou artista e depois desejamos sua destruição só pelo desejo de compensar nossas frustrações ou no caso da mídia por meia hora de IBOPE.
O que mais me chamou a atenção no Ryan foi sua garra e coragem de certa fama até a beira da insanidade.
Hoje temos pessoas que desafiam outras como Chael Sonnen. Mas o Ryan desafiava e fazia. Na luta contra Shungo Oyama ele falou o que faria e foi La e fez. Em outro dos momentos mais classicos ele gritou pelo judoca Yoshida o convocando para uma luta.
Em suas poucas lutas ele mostrou para o que estava no Ringue. Lutava com vontade e compensava os erros com paixão pelo que ele fazia. Quem dera que metade da galera que luta para marcar ponto tivesse a garra e sede do Ryan. Muitos lutadores que estão vivendo a total castração seriam resgatados.
Com o Ryan não tinha tempo ruim. Ele fazia o tempo ruim na vida dos oponentes. Em uma das lutas perdidas no MMA ele lutou com a costela quebrada. Perdeu mas não fugiu.
Ele se foi muito cedo. Com apenas 33 anos ele se foi O lutador deixou um filho Rayron Gracie e a seus fãs deixou um exemplo. Não só no ringue. Na vida pessoal fica o exemplo a todos do poder que as drogas têm e do quanto elas podem ser destrutivas e como uma pessoa que a mídia construiu como um vilão temível em seus últimos dias pode ser no lado pessoal um filho amoroso um atleta dedicado e um atuante nas causas sociais.

Agradecimentos:Canal do Youtube Junior Cavalheiro 


David Mendes